top of page

O primeiro combustível de origem renovável com foco no mercado de aviação

O que é combustível de aviação sustentável?


Seu guia para o SAF, a alternativa de baixo carbono ao combustível de aviação convencional que está ajudando a transformar o setor aéreo

O combustível de aviação sustentável (SAF) – uma alternativa de baixo carbono ao combustível de aviação convencional à base de petróleo – está ajudando o setor de aviação a reduzir sua pegada de carbono.


Aqui está como é produzido o SAF e por que ele é fundamental para o futuro da aviação. Como funciona o SAF? O SAF é produzido convertendo materiais prontamente disponíveis em um petróleo bruto de substituição drop-in. Até agora, esses materiais incluem sementes de mostarda e soja; óleos não comestíveis, como óleos de cozinha usados ​​e gorduras animais. Em breve, biomassa sustentável, como aparas florestais e resíduos de colheita, também será usada para fazer SAF. O resultado é um combustível quimicamente idêntico ao diesel à base de petróleo e que pode ser implementado sem alterações na tecnologia das aeronaves.

Por que o SAF é importante? A indústria da aviação é um dos principais contribuintes para as emissões globais de dióxido de carbono. À medida que as viagens aéreas aumentam em todo o mundo, também aumentará seu impacto ambiental. De acordo com as previsões do Conselho Internacional de Transporte Limpo , as emissões de dióxido de carbono de aeronaves comerciais devem triplicar até 2050. O SAF é fundamental para ajudar a indústria da aviação a reduzir sua pegada de carbono, atender aos padrões ambientais e ajudar a contribuir para a redução do aquecimento global.

Como o SAF está sendo usado agora? Como é o futuro? O SAF pode ser combinado com combustível de jato convencional para alimentar aeronaves.

O progresso está sendo feito para permitir que o SAF seja usado como um substituto 100% do combustível de aviação em aeronaves. Em 1º de dezembro de 2021, a United Airlines fez história na aviação ao realizar o primeiro voo de passageiros movido a 100% SAF – levando passageiros de Chicago a Washington, DC. Em breve, a produção em escala de SAF permitirá que você voe do ponto A ao B com um impacto ambiental muito menor em comparação a voar em um avião movido completamente – ou parcialmente – por combustível de aviação de petróleo.


O combustível de aviação à base de etanol produzido pela tecnologia da empresa norte-americana pode reduzir emissões etanol de gases do efeito estufa em cerca de 80%, porém, isso depende muito do tipo de etanol utilizado para fazê-lo, tendo em base um ciclo de vida total, se comparado com o combustível de aviação de origem fóssil.


Com a alta demanda em crescimento do então chamado Combustível Sustentável de Aviação – SAF, a indústria da aviação tem encontrado desafios diante da oferta limitada de matérias-primas para a fabricação do tal biocombustível, como, por exemplo: óleos vegetais, gorduras animais e óleos de dejeto.

E uma das opções com grande vantagem, é o etanol, o qual é uma matéria-prima de ampla disponibilidade e economicamente viável, e a solução desenvolvida pela empresa Honeywell pode ter uso imediato para a conversão de etanol de milho, celulose ou cana-de-açúcar em Combustível Sustentável de Aviação – SAF.


Tecnologia chega ao Brasil e promete grandes resultados

A empresa Honeywell acredita que a nova tecnologia tem grande potencial aqui no Brasil, o país é o segundo maior produtor mundial de etanol, ficando atrás somente do EUA.

Segundo os dados do Ministério da Economia, somente no primeiro semestre deste ano, as usinas brasileiras já exportaram mais de 900 milhões de litros de etanol para países.

A disponibilidade do combustível íntegra o estoque de biomassa brasileiro para a produção de biocombustíveis, tido como o maior do mundo.


O Presidente da Honeywell Materiais de Performance e Tecnologias para a América Latina, ressaltou que “A Honeywell tem sido pioneira no desenvolvimento de tecnologias para a produção de biocombustíveis, com as soluções Ecofining.


Agora, temos orgulho de apresentar nossa solução para a produção de SAF com base em etanol, uma tecnologia inovadora que vai contribuir para a sustentabilidade e abrir uma frente importante, sobretudo no mercado brasileiro onde o potencial é imenso.”


Os produtores de combustíveis de transporte e os refinadores de petróleo também poderão se beneficiar do ETJ da empresa Honeywell, que tem a objetificação de permitir a conversão de instalações em funcionamento ou ociosas em plantas produtoras de SAF, desse modo aumentando o uso de instalações que já são existentes para uma produção de SAF capaz de bater de frente com a demanda no mercado.


Programa Combustível do Futuro

No Brasil, o então chamado Programa Combustível do Futuro deverá ser votado até o final de 2022, convertendo-se no primeiro marco regulatório oficial que exigirá que as companhias aéreas empreguem gradualmente o SAF em suas aeronaves, além de estipular regras para o mercado.


A legislação tem sido aguardada pelo mercado internacional. A empresa Honeywell prometeu que atingirá a neutralidade de carbono em suas instalações até o ano de 2035. Este comprometimento agrega e muito ao histórico da companhia, no quesito redução da intensidade dos gases do efeito estufa.

17 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page